Site Meter

5.2.11

RETRATO DA CRISE

O homem exalta-se. A família exalta-se. Praticam tempestades súbitas, secas, rapidamente extintas, que podem voltar a explodir dali a pouco. O homem não dorme, a família também não. O negócio não espera. Toda a gente quer comer na casa do homem que se exalta. Toda a gente quer comprar comida para levar para casa, na casa da família que se exalta. É tudo baratíssimo e abundante. Depois das seis da tarde, os bolos são quase a metade do preço. Toda a gente anda a comer bolos à noite. O homem agora também manda comida a casa. O homem não dorme, não para. A família também não. Diz que a dormir não se aprende. O homem cavalga a crise e vence-a, por agora. Os clientes suportam os gritos e as longas filas de espera. Olham o relógio e aguardam as seis horas para se precipitarem sobre os bolos.

A crise dá-nos estes retratos de sucesso. De homens assim é que o país precisa. Homens que não dormem e se exaltam. Se um dia as coisas correrem mal, fará a sua cura de sono. À força. Tudo tem remédio. Menos a morte.

Licínia Quitério 


Foto da net

Sem comentários:

Também aqui

Follow liciniaq on Twitter
 
Site Meter

Web Site Statistics
Discount Coupon Code