30.5.16

PATAS


pata aqui pato acolá
mas que fresquinho aqui está
ó senhores venham cá
não nos façam cara má
patuscos é o que mais há
deixem tristeza pr'a lá
quá-quá, quá-quá e quá-quá

Licínia Quitério

16.5.16

QUATRO MENINOS


Eram quatro meninos com a adolescência enfiada nas mochilas, quatro à mesa, de volta dos seus hamburgers, dos seus sumos de lata e palhinha, falando e rindo, sem qualquer alarde de irreverência, daquela que tantas vezes se ata ao nome de meninos assim grandes como estes. Espremiam o frasco da maionese sobre as batatas fritas e depois comiam-nas com as mãos, pegadas pelas pontas, no equilíbrio entre a máxima a vir à boca e a mínima a agarrar-se aos dedos. Comiam e falavam e riam e tinham um ar guloso que dava gosto ver. Os telemóveis descansavam ao lado do prato, mas não lhes tocavam, riam, comiam e conversavam. Pagaram, moedinhas bem contadas, pegaram nas mochilas e saíram. Tinham um ar feliz, estes quatro meninos do seu tempo, tão diferentes do retrato daqueles de que se diz serem mal-educados, mal-comportados, mal-vestidos, mal-de-nós quando só formos capazes de assim os vermos.

Licínia Quitério

2.5.16

ESPERAS


Senhora do seu nariz, ao telefone, queixa-se da comida, nem bons produtos, nem bem cozinhada, sim, tem vista para o mar, e isso o que lhe importa, não, não há-de acabar ali os seus dias, está na clínica à espera que a chamem para um exame médico, uma seca, há horas, o que é que eles estão a fazer lá dentro que não chamam ninguém, neste momento estou sozinha, sim, ela foi às compras e deixou-me aqui, já há um tempão, hoje em dia são assim, em todo o lado, olha, vem a chegar, vou desligar. 
Chegou a acompanhante, com farda de profissão, jovem, traz-lhe bolachinhas, a senhora ainda não comeu, e água, bebeu, mas tem de beber, eu vou buscar. 
A senhora tira do saco um segundo telemóvel e diz para a jovem lhe pôr ali o número do Gonçalo, está no outro, veja lá, porcaria de telemóveis, tenho de comprar um que seja bom, mas a senhora já tem dois, pronto, o número do Gonçalo já está também neste, a senhora insiste, tenho de comprar um melhor. 
A senhora não deve ter falta de dinheiro, nem de telemóveis, o que a senhora não tem é paciência para esta porcaria de vida que já lhe deu muitos anos, diabetes, e horas de espera numa clínica, que ela detesta esperar, principalmente agora que já não tem ninguém que espere por ela.

Também aqui

Follow liciniaq on Twitter
 
Site Meter

Web Site Statistics
Discount Coupon Code