Site Meter

16.5.16

QUATRO MENINOS


Eram quatro meninos com a adolescência enfiada nas mochilas, quatro à mesa, de volta dos seus hamburgers, dos seus sumos de lata e palhinha, falando e rindo, sem qualquer alarde de irreverência, daquela que tantas vezes se ata ao nome de meninos assim grandes como estes. Espremiam o frasco da maionese sobre as batatas fritas e depois comiam-nas com as mãos, pegadas pelas pontas, no equilíbrio entre a máxima a vir à boca e a mínima a agarrar-se aos dedos. Comiam e falavam e riam e tinham um ar guloso que dava gosto ver. Os telemóveis descansavam ao lado do prato, mas não lhes tocavam, riam, comiam e conversavam. Pagaram, moedinhas bem contadas, pegaram nas mochilas e saíram. Tinham um ar feliz, estes quatro meninos do seu tempo, tão diferentes do retrato daqueles de que se diz serem mal-educados, mal-comportados, mal-vestidos, mal-de-nós quando só formos capazes de assim os vermos.

Licínia Quitério

Sem comentários:

Também aqui

Follow liciniaq on Twitter
 
Site Meter

Web Site Statistics
Discount Coupon Code