Site Meter

1.12.10

ESCRITA CRIATIVA

     

TEMA


"Consegui convencer-te a dar uma volta no calhambeque do meu avô.
Parámos naquele local deserto à beira do lago e..."


DESENVOLVIMENTO

Eu disse-te que esperasses para saires pela porta do meu lado. Nunca me ouves. Ou não ligas. Já sabes sempre tudo. É como quando te digo: Hoje não venho jantar. Não ouves. Não perguntas. Não te interessa. Há quantos anos não me ouves? Não dás respostas, não fazes perguntas. Falas, falas muito. É a ti que contas as histórias do dia, as histórias dos outros, as histórias do mundo. Só eu nunca entro nessas histórias. Como se fosse invisível ou me tivesses apagado. Eu disse-te que esperasses para saires pela porta do meu lado. Gritei-te. Nada disseste. O lago era apenas um charco com uns palmos de fundura. Naturalmente,seguiste caminhando, a água pela bainha da saia. Ias estranhamente serena. Foste até ao fim do charco. Voltaste de novo pela água, com a saia molhada moldando-te os joelhos. Tive vontade de te ir buscar, de te pegar nos braços, de fazer amor contigo sobre a relva da margem. Não fui capaz. Fiquei de pé, olhando-te, vendo-te aproximar, tirar os sapatos, escorrer-lhes a água, entrar no carro e fechar a porta. Sorrias e desejei beixar-te a boca. Não fui capaz. Entrei no carro e atirei: Eu bem te avisei. O sorriso apagou-se. Percebi que me ouviste. Isso me bastou. Um dia hei-de ser visível de novo. Liguei a ignição. O carro deu um solavanco e levou-nos estrada fora. Nenhum de nós falou. Hoje, que já cá não estás, conto-te isto tudo, com a certeza, agora sim, de que não me responderás.


Licínia Quitério

foto da net

Sem comentários:

Também aqui

Follow liciniaq on Twitter
 
Site Meter

Web Site Statistics
Discount Coupon Code