Site Meter

14.3.11

VOO



Os poemas aí vão, em voo planado, no seu destino de pássaros, ganhando alturas, ventos de feição, algumas lágrimas de nuvem, remoinhos, acalmias, novos ímpetos, arrojos, ternuras envergonhadas, sinais de lume, olhos de lince, lonjuras, lonjuras, música, música, mundos, aquém e além dos astros, tudo, nada. Eu fico.

Licínia Quitério

1 comentário:

Maria disse...

Ficas, a escrever mais...

Beijinho.

Também aqui

Follow liciniaq on Twitter
 
Site Meter

Web Site Statistics
Discount Coupon Code