Site Meter

11.3.11

MAL ME QUER



"mal me quer, bem me quer, muito, pouco, mesmo nada. faz a conta, tira a prova, volta atrás. mal me quer enganador, diz que sim, diz que volta o meu amor." - Podia ser esta a cantilena. Há sempre uma cantiga a nascer quando olhamos uma flor e lhe confiamos os desejos.

Licínia Quitério

3 comentários:

Rita Roquette de Vasconcellos disse...

bonito texto
abraço

Isabel disse...

Pois estou também eu, orgulhosa de si, nem todos têm um "amigo" que vai apresentar à sociedade mais um filho, porque este é mais um filho...
Cumprimento-a, hoje aqui, antecipadamente, amanhã terá muitas amizades, antigas, junto de si.
Um forte abraço de parabéns da Isabel Amorim

Maria disse...

Há sempre um poema a nascer dos teus dedos...

Beijo.

Também aqui

Follow liciniaq on Twitter
 
Site Meter

Web Site Statistics
Discount Coupon Code