Site Meter

6.11.11

JÁ AQUI ESTIVEMOS



Já aqui estivemos, lembras-te? No tempo das manhãs frias e da teimosia daquele sol que não me deixava parar de sorrir. Havia patos. Ou cisnes? Já não me lembro bem. Sei que ficava longamente a olhá-los, a espiá-los até à casinha de juncos. Um tufo, claro, mas eu gostava de dizer casinha e tu abanavas a cabeça: Não ganhas juízo, miúda? Sim, ainda gosto de ver o que lá não está. Ou está e, garanto-te, chama por mim às vezes. Baixinho, baixinho. Pois, talvez sejam tontices de poeta. Quem dera... Porquê? Ora, porque doem. Agarram-se ao fundo dos fundos mais fundos da memória, esgravatam ínfimos grãos de uma cama salgada que não sei o que é, ou quem é, mas sei que fica em mim, no sítio de mim que nunca vi nem sei que forma tem nem sequer se já nasceu ou se morreu há muitos, muitos séculos, quando os cisnes, ou os patos, e tu e eu vivíamos as manhãs frias com a determinação das grandes aves de viajem. Vamos, sim, tens razão, com um café isto passa.

Licínia Quitério

Sem comentários:

Também aqui

Follow liciniaq on Twitter
 
Site Meter

Web Site Statistics
Discount Coupon Code